7 de jan de 2015

Óculos que funcionam com smartphone acoplado custam US$ 11

Enquanto a Oculus VR atrasa o lançamento de seus óculos de realidade virtual, outras fabricantes aproveitam para ocupar o mercado. Com preços acessíveis, dezenas de pequenas empresas trouxeram para a International CES (Consumer Electronics Show) produtos que podem fazer frente à companhia adquirida em março último pelo Facebook.

A chinesa VRTrid, por exemplo, já tem cinco modelos no mercado, com preços que variam entre US$ 11 e US$ 18. Os óculos possuem espaço para que smartphones sejam acoplados e se transformem em telas de realidade virtual.

— Hoje, todo mundo tem um smartphone no bolso. Nós estamos adicionando uma nova função aos telefones — disse Pippo Lee, vice-presidente da empresa.
O VRTrid segue a linha do Gear VR, da Samsung, mas é compatível com todos os smartphones com tela entre cinco e seis polegadas, enquanto o da gigante sul-coreana só funciona com o Galaxy Note 4.

Já a ANTVR possui um conjunto com óculos e controle em formato de pistola para ser usado em jogos. O dispositivo possui tela própria e sensores de movimento capazes de dar ao jogador a sensação de imersão. Os óculos são vendidos por US$ 250 e são compatíveis com PC, Xbox, PlayStation, Android e Blu-Ray.

— A diferença para o Oculus Rift é que eles só funcionam com jogos desenvolvidos especialmente para ele. O nosso basta ligar na porta HDMI do videogame — afirmou Qin Zheng, fundador da empresa.

O Globo

About