26 de nov de 2014

Círio: Fé que move...




Fé e devoção é o que marca a vida de milhares de guamaenses e romeiros oriundo de toda a região para homenagear a Virgem de Nazaré na festa do Círio onde sela um momento de espírito de união, confraternização e tradição.

O Círio de Nazaré em São Miguel do Guamá sempre realizado no ultimo domingo do mês de novembro está incluso no ciclo dos círios na Amazônia que se dá inicio pela festa maior que acontece na capital Paraense sempre no segundo domingo de outubro. 

A devoção a Nossa Senhora de Nazaré no município foi introduzida pelos Padres Barnabitas onde todos os anos junto com a diretoria organiza a festa. Um dos pontos culminante do festejo é a evangelização, seja na musica, como nas reflexões sobre temas bíblicos onde estimula o povo a rezar. E dentro desse momento que não deixa de ser uma missão da Igreja para a comunidade é proposto um tema, na qual este ano vem enfatizando “COM MARIA, BUSQUEMOS A LIBERDADE EM CRISTO”, que está suscitando o lema da campanha da fraternidade 2014 “É para liberdade que Cristo nos libertou (Gl 5,1)”.

A imagem da Virgem de Nazaré retrata a figura da mulher companheira, dócil, esposa e mãe que diretamente está ligada no plano da salvação. Não há duvida que celebrar o Círio é também ouvir o desígnio de Deus assim como Maria fez ao dar o seu SIM como sinal de gratidão para a humanidade.

Assim podemos ver o Círio como um exercício de busca de individuação que os fieis realiza a cada ano. As promessas alcançadas através dos sacrifícios e do cumprimento deixam as procissões com mais ênfase de união e harmonia. Os símbolos que desperta maiores desejos de aproximação dos fieis como a corda que está atrelada a berlinda, nela inúmeras promessas e pedidos feitos demonstra o espírito de igualdade e dever  cumprido. Enfim a maior festa religiosa do povo guamaense se iguala no sentindo plural de todos serem filhos da mesma Mãe, pois, a nossa relação mantida com Nossa Senhora, a Virgem de Nazaré é permeada pelo amor.


                          





                           Cleiton Andrade
                           Guamaense, estudante de jornalismo da Faculdade Cearense em Fortaleza-CE.


About