12 de set de 2014

Casa de Gremista é incendiada

Casa de gremista do episódio de racismo contra Aranha é incendiada em Porto Alegre





A vida da gremista Patrícia Moreira da Silva está mais difícil do que ela imaginava. Depois da torcedora ser ameaçada de morte e até de estupro pelo Whatsapp e ter a sua residência apedrejada, Patrícia, que foi flagrada chamando o goleiro Aranha, do Santos, de macaco durante partida válida pela Copa do Brasil na Arena do Tricolor, teve a residência incendiada nesta sexta-feira (12). Por volta das 4h, o Corpo de Bombeiros foi chamado ao local e controlou as chamas.

De acordo com informações do jornal Zero Hora, Alexandre Rossato, advogado de Patrícia, lamentou o novo ataque e o classificou como "absurdo". Um dos irmãos da gremista registrará queixa na Polícia Civil na tarde desta sexta, junto com o defensor da menina.

Ainda segundo informações do diário gaúcho, Rossato explicou que a jovem perdeu todo o contexto da vida e que já foi julgada socialmente e disse que espera que o caso se transforme em um marco contra o racismo.

R7

About