5 de ago de 2014

Eduardo Campos recebe apoio de jovens e diz que formará fundo para o passe livre estudantil


Em encontro com jovens que entregaram uma carta de apoio com propostas e reivindicações, o candidato a presidente pela Coligação Unidos pelo Brasil, Eduardo Campos (PSB), disse nesta segunda (4) que vai formar um fundo para garantir o passe estudantil em todo o país e se comprometeu com uma educação pública de qualidade.


“No dia que recebemos a carta da juventude, nós assumimos o compromisso de ter uma educação pública de qualidade. Chega desse país ter uma escola para o pobre, uma escola para o rico. É a hora da escola em tempo integral.”

O dinheiro, explicou Eduardo, virá do orçamento fiscal, que normalmente é destinado para pagar outras despesas.
“Para ir à escola, os estudantes terão a política do passe livre. Nós vamos construir o fundo nacional que vai segurar essa política em parceria com estados e municípios. Os R$ 12 bilhões vão vir do orçamento fiscal, que muitas vezes vai para obras que não terminam, para os cargos comissionados de ministérios, para a publicidade. Nós vamos priorizar a educação em tempo integral”.

CARTA DAS JUVENTUDES

Eduardo e Marina foram recebidos com uma grande festa pelos jovens. Em seguida, a carta foi lida por representantes da juventude dos partidos da Coligação Unidos pelo Brasil. As atividades começaram de manhã, com rodas de discussão para levantar novas ideias e propostas de atividades criativas para a campanha.

Segundo a porta-voz da Rede Sustentabilidade, Gabriela Barbosa, a carta vem sendo discutida a cada dois meses e serve como subsídio para novas propostas. “Tudo sempre partiu da gente, foi reivindicação nossa, a gente quis apresentar a carta e conseguimos. Muitos jovens estão desencantados com a política e o Eduardo e a Marina representam o novo. A partir do momento que a gente conversa, que a gente cativa, e vamos agregando cada vez mais jovens.”

O candidato a deputado federal em São Paulo Zé Gustavo, que tem 24 anos, disse que os jovens se organizam de um modo diferente.
“O movimento nosso aqui é importante como um chamado para as pessoas se ocuparem da política. E terem coragem de declarar quem é o candidato a presidente, debater, fazer o bom debate. Isso é que faz a constituição do estado democrático.”

About