23 de jun de 2014

Servidores estão parados em 3 cidades

Servidores estão parados em 3 cidades (Foto: Ricardo Amanajás/Arquivo)
Mais uma assembleia será realizada pela Executiva Belém do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp) a fim de definir os próximos passos da greve municipal, iniciada no dia 26 de maio. 
O encontro será realizado na Câmara Municipal de Belém (CMB), a partir das 10h. No dia 25, um ato em frente ao Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJ-PA), e outro no dia 27 no predio do Sindicato dos Vigilantes, brada pelo cancelamento dos descontos feitos nos contracheques dos grevistas. E não é só em Belém que há greve na educação municipal. Em Abaetetuba, os trabalhadores da rede municipal de ensino seguem em greve por tempo indeterminado desde a terceira semana de maio.
Eles aguardam uma resposta concreta da prefeita Francinete Carvalho (PSDB), mas como nada avançou ainda, a paralisação permanece pelo menos até o dia 30, sendo que a próxima assembleia deve ser realizada no dia 24. Já em Barcarena, a prefeitura autorizou o desconto no contracheque dos trabalhadores e acirrou o descontentamento da categoria. A paralisação começou em março e prega pelo fim da superlotação de turmas e a retirada de direitos já estabelecidos no PCCR dos educadores.
Em assembleia realizada em 13 de junho, os trabalhadores em educação da rede municipal de Xinguara deliberaram pela suspensão da greve que já passava de 70 dias. Amanhã será assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre Sintepp, prefeitura e judiciário tratando sobre a aplicação do Fundeb.
(Diário do Pará)

About