31 de ago de 2010

Votos válidos, votos nulos e votos em branco.

Para melhor ilustração dos integrantes do Movimento Voto Consciente Sônia Barboza contatou o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo a respeito de algumas das grandes dúvidas que costumam gerar inquietação no espírito dos eleitores, a cada eleição. A concisa manifestação daquela Corte Especializada, vinda à guisa de esclarecimento, segue transcrita.

“1) Segundo o Código Eleitoral, art. 224: "Se a nulidade atingir a mais da metade dos votos do País nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais, ou do Município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações, e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 a 40 dias."

Quanto ao fato de o candidato que deu causa à nulidade da eleição poder se candidatar na nova eleição, já houve julgamentos pelo Tribunal Superior Eleitoral sobre esse assunto. Porém não está previsto em legislação. Por enquanto trata-se de entendimento dos julgadores nos casos concretos já julgados até agora.

2) Os votos brancos não são votos válidos, são excluídos de qualquer cálculo desde 1997. Não são acrescentados a nenhum candidato. São simplesmente excluídos para determinação de quem vence, em caso de eleição majoritária (presidente, governador, senador e prefeito) e também são excluídos para cálculo do quociente eleitoral e determinação de quais partidos farão eleitos nas eleições proporcionais (deputados federais e estaduais e vereadores).

3) Os votos nulos também são excluídos para determinação de votos válidos e sua contagem é verificada somente no caso elencado na resposta 1 acima.

4) A mensagem da urna eletrônica para digitação de número inexistente é: "número errado", e logo mais embaixo na tela, aparece: Aperte a tecla verde para confirmar (voto nulo) laranja para corrigir Somente isto. A Justiça Eleitoral explica (e consta de sua página na Internet - Conheça e aprenda a votar na urna eletrônica - voto passo a passo) como votar, incluindo voto branco e nulo. Cabe ao eleitor decidir qual será o seu voto.

5) Quanto às críticas ao voto eletrônico, desde 1996, ano de sua implantação, a urna eletrônica entrou para a história devido à sua confiabilidade, segurança e vantagens, que estão também elencadas de forma sintética em nosso site www.tre-sp.gov.br , em "Conheça e aprenda a votar na urna eletrônica - Vantagens, Características, Segurança e Relatório da Unicamp"”.

A urna eletrônica, como se verifica, é programada para cumprir a legislação eleitoral em vigor e assim distinguir, com clareza, os efeitos do voto válido, do voto em branco e do voto nulo.

Para a hipótese incomum prevista no art. 224 do Código Eleitoral, mas somente na sua ocorrência, há contagem do voto nulo, vale dizer, para a realização de nova eleição em até 40 dias após a nulificação do pleito questionado.

Afora tal hipótese, os voto nulos serão sempre desprezados, como igualmente ocorre com os votos em branco.

Logo, somente pesam, porque serão computados, os votos válidos, sendo descartados os nulos e os em branco. É o que preceitua, claramente, o art. 2º da Lei Eleitoral n. 9.507, de 30 de setembro de 1997: “Será considerado eleito o candidato a Presidente ou a Governador que obtiver a maioria absoluta (= metade mais um voto) dos votos válidos”.



Nelson Schiesari
Desembargador e Ex-presidente do TRE de São Paulo
Conselheiro do Voto Consciente

30 de ago de 2010

Se pRevalecer a conciencia....

Ele será PRESIDENTE !!!!

Breve História da Corrupção no Brasil

Os primeiros registros de práticas de ilegalidade no Brasil, que temos registro, datam do século XVI no período da colonização portuguesa. O caso mais freqüente era de funcionários públicos, encarregados de fiscalizar o contrabando e outras transgressões contra a coroa portuguesa e ao invés de cumprirem suas funções, acabavam praticando o comércio ilegal de produtos brasileiros como pau-brasil, especiarias, tabaco, ouro e diamante. Cabe ressaltar que tais produtos somente poderiam ser comercializados com autorização especial do rei, mas acabavam nas mãos dos contrabandistas. Portugal por sua vez se furtava em resolver os assuntos ligados ao contrabando e a propina, pois estava mais interessado em manter os rendimentos significativos da camada aristocrática do que alimentar um sistema de empreendimentos produtivos através do controle dessas práticas.

Um segundo momento refere-se a extensa utilização da mão-de-obra escrava, na agricultura brasileira, na produção do açúcar. De 1580 até 1850 a escravidão foi considerada necessária e, mesmo com a proibição do tráfico, o governo brasileiro mantinha-se tolerante e conivente com os traficantes que burlavam a lei. Políticos, como o Marquês de Olinda e o então Ministro da Justiça Paulino José de Souza, estimulavam o tráfico ao comprarem escravos recém-chegados da África, usando-os em suas propriedades. Apesar das denúncias de autoridades internacionais ao governo brasileiro, de 1850 até a abolição da escravatura em 1888, pouco foi feito para coibir o tráfico. Isso advinha em parte pelos lucros, do suborno e da propina, que o tráfico negreiro gerava a todos os participantes, de tal forma que era preferível ao governo brasileiro ausentar-se de um controle eficaz. Uma fiscalização mais rigorosa foi gradualmente adotada com o compromisso de reconhecimento da independência do Brasil. Um dos países interessados em acabar com o tráfico escravo era a Inglaterra, movida pela preocupação com a concorrência brasileira às suas colônias açucareiras nas Antilhas.

Com a proclamação da independência em 1822 e a instauração do Brasil República, outras formas de corrupção, como a eleitoral e a de concessão de obras públicas, surgem no cenário nacional. A última estava ligada à obtenção de contratos junto ao governo para execução de obras públicas ou de concessões. O Visconde de Mauá, por exemplo, recebeu licença para a exploração de cabo submarino e a transferiu a uma companhia inglesa da qual se tornou diretor. Prática semelhante foi realizada por outro empresário brasileiro na concessão para a iluminação a gás da cidade do Rio de Janeiro, também transferida para uma companhia inglesa em troca de 120 mil libras. O fim do tráfico negreiro deslocou, na República, o interesse dos grupos oligárquicos para projetos de grande porte que permitiriam manter a estrutura de ganho fácil.

A corrupção eleitoral é um capítulo singular na história brasileira. Deve-se considerar que a participação na política representa uma forma de enriquecimento fácil e rápido, muitas vezes de não realização dos compromissos feitos durante as campanhas eleitorais, de influência e sujeição aos grupos econômicos dominantes no país (salvo raras exceções). No Brasil Império, 1822-1889, o alistamento de eleitores era feito a partir de critérios diversificados, pois somente quem possuísse uma determinada renda mínima poderia participar do processo. A aceitação dos futuros eleitores dava-se a partir de uma listagem elaborada e examinada por uma comissão que também julgava os casos declarados suspeitos. Enfim, havia liberdade para se considerar eleitor quem fosse de interesse da própria comissão. A partir disso ocorria o processo eleitoral, sendo que os agentes eleitorais deveriam apenas verificar a identidade dos cidadãos que constava na lista previamente formulada e aceita pela comissão.

Com a República, proclamada em 1889, o voto de “cabresto” foi a marca registrada no período. O proprietário de latifúndio apelidado de “coronel” impunha coercitivamente o voto desejado aos seus empregados, agregados e dependentes. Outra forma constante de eleger o candidato era o voto comprado, ou seja, uma transação comercial onde o eleitor “vendia” o voto ao empregador. A forma mais pitoresca relatada no período foi o voto pelo par de sapatos. No dia da eleição o votante ganhava um pé do sapato e somente após a apuração das urnas o coronel entregava o outro pé. Caso o candidato não ganhasse o eleitor ficaria sem o produto completo. Deve-se considerar que a maior parte das cidades não possuía número de empregos suficiente que pudessem atender a oferta de trabalhadores, portanto a sobrevivência econômica do eleitor/empregado estava atrelada a sujeição das vontades do coronel.

Outro registro peculiar desse período é o “sistema de degolas” orquestrado por governadores que manipulavam as eleições para deputado federal a fim de garantir o apoio ao presidente, no caso Campos Sales (presidente do Brasil de 1898 a 1902). Os deputados eleitos contra a vontade do governo eram simplesmente excluídos das listas ou “degolados” pelas comissões responsáveis pelo reconhecimento das atas de apuração eleitoral. Todos os governos, até 1930, praticavam degolas.

Uma outra prática eleitoral inusitada ocorreu em 1929, durante as disputas eleitorais à presidência entre os candidatos Júlio Prestes (representante das oligarquias cafeicultoras paulistas) e Getúlio Vargas (agregava os grupos insatisfeitos com o domínio das oligarquias tradicionais). O primeiro venceu obtendo 1 milhão e 100 mil votos e o segundo 737 mil. Entretanto os interesses do grupo que apoiava Getúlio Vargas, acrescido da crise da Bolsa de Nova York, que levou à falência vários fazendeiros, resultou numa reviravolta do pleito eleitoral. Sob acusações de fraude eleitoral, por parte da aliança liberal que apoiava o candidato derrotado, e da mobilização popular (Revolução de 30), Getúlio Vargas tomou posse como presidente do país em 1930. Talvez essa tenha sido uma das mais expressivas violações dos princípios democráticos no país onde a fraude eleitoral serviu para a tomada de poder.

Durante as campanhas eleitorais de 1950, um caso tornou-se famoso e até hoje faz parte do anedotário da política nacional: a “caixinha do Adhemar”. Adhemar de Barros, político paulista, era conhecido como “um fazedor de obras”, seu lema era “Rouba, mas faz!”. A caixinha era uma forma de arrecadação de dinheiro e de troca de favores. A transação era feita entre os bicheiros, fornecedores, empresários e empreiteiros que desejavam algum benefício do político. Essa prática permitiu tanto o enriquecimento pessoal, para se ter uma idéia, em casa, Adhemar de Barros costumava guardar para gastos pessoais 2,4 milhões de dólares, quanto uma nova forma de angariar recursos para as suas campanhas políticas.

O período militar, iniciado com o golpe em 1964, teve no caso Capemi e Coroa- Brastel uma amostra do que ocultamente ocorria nas empresas estatais. Durante a década de 80 havia um grupo privado chamado Capemi (Caixa de Pecúlios, Pensões e Montepios), fundado e dirigido por militares, que era responsável pela previdência privada. O grupo era sem fins lucrativos e tinha como missão, gerar recursos para manutenção do Programa de Ação Social, que englobava a previdência e a assistência entre os participantes de seus planos de benefícios e a filantropia no amparo à infância e à velhice desvalida. Este grupo, presidido pelo general Ademar Aragão, resolveu diversificar as operações para ampliar o suporte financeiro da empresa. Uma das inovações foi a participação em um consórcio de empresas na concorrência para o desmatamento da área submersa da usina hidroelétrica de Tucuruí (empresa estatal). Vencida a licitação pública em 1980 deveria-se, ao longo de 3 anos, concluir a obra de retirada e de comercialização da madeira. O contrato não foi cumprido e o dinheiro dos pensionistas da Capemi dizia-se que fora desviado para a caixinha do ministro-chefe do Sistema Nacional de Informações (SNI), órgão responsável pela segurança nacional, general Otávio Medeiros que desejava candidatar-se à presidência do país. A resultante foi a falência do grupo Capemi, que necessitava de 100 milhões de dólares para saldar suas dívidas, e o prejuízo aos pensionistas que mensalmente eram descontados na folha de pagamento para a sua, futura e longínqua, aposentadoria. Além do comprometimento de altos escalões do governo militar o caso revelou: a estreita parceria entre os grupos privados interessados em desfrutar da administração pública, o tráfico de influência, e a ausência de ordenamento jurídico.

Em 1980 o proprietário da Coroa-Brastel, Assis Paim, foi induzido pelos ministros da economia Delfim Netto, da fazenda Ernane Galvêas e pelo presidente do Banco Central, Carlos Langoni, a conceder à Corretora de Valores Laureano um empréstimo de 180 milhões de cruzeiros. Cabe ressaltar que a Coroa-Brastel era um dos maiores conglomerados privados do país, com atuações na área financeira e comercial, e que o proprietário da Corretora de Valores Laureano era amigo pessoal do filho do chefe do SNI Golbery do Couto e Silva.

Interessado em agradar o governo militar, Paim concedeu o empréstimo, mas após um ano o pagamento não havia sido realizado. Estando a dívida acumulada em 300 milhões de cruzeiros e com o envolvimento de ministros e do presidente do Banco Central, a solução encontrada foi a compra, por Paim, da Corretora de Valores Laureano com o apoio do governo. Obviamente a corretora não conseguiu saldar suas dívidas, apesar da ajuda de um banco estatal, e muito menos resguardar o prestígio dos envolvidos.

A redemocratização brasileira na década de 80 teve seu espaço garantido com o fim do governo militar (1964-1985). Em 1985 o retorno dos civis à presidência foi possível com a campanha pelas Diretas-Já, que em 1984 mobilizou milhares de cidadãos em todas as capitais brasileiras pelo direito ao voto para presidente. Neste novo ciclo político o Impeachment do presidente Collor constitui um marco divisor nos escândalos de corrupção.

Durante as eleições para presidente em 1989 foi elaborado um esquema para captação de recursos à eleição de Fernando Collor. Posteriormente, foi revelado que os gastos foram financiados pelos usineiros de Alagoas em troca de decretos governamentais que os beneficiariam. Em abril de 1989, após aparecer seguidamente em três programas eleitorais, Collor já era um nome nacional. Depois que Collor começou a subir nas pesquisas, foi estruturado um grande esquema de captação de dinheiro com base em chantagens e compromissos que lotearam previamente a administração federal e seus recursos. Esse esquema ficou conhecido como “Esquema PC”, sigla baseada no nome do tesoureiro da campanha, Paulo César Farias, e resultou no impeachment do presidente eleito. Segundo cálculos da Polícia Federal estima-se que este esquema movimentou de 600 milhões a 1 bilhão de dólares, no período de 1989 (campanha presidencial) a 1992 (impeachment).

Nossa breve história da corrupção pode induzir à compreensão que as práticas ilícitas reaparecem como em um ciclo, dando-nos a impressão que o problema é cultural quando na verdade é a falta de controle, de prestação de contas, de punição e de cumprimento das leis. É isso que nos têm reconduzido a erros semelhantes. A tolerância a pequenas violações que vão desde a taxa de urgência paga a funcionários públicos para conseguir agilidade na tramitação dos processos dentro de órgão público, até aquele motorista que paga a um funcionário de uma companhia de trânsito para não ser multado, não podem e não devem mais ser toleradas. Precisamos decidir se desejamos um país que compartilhe de uma regra comum a todos os cidadãos ou se essa se aplicará apenas a alguns. Nosso dilema em relação ao que desejamos no controle da corrupção é esquizofrênico e espero que não demoremos muito no divã do analista para decidirmos.



Profa. Dra. Rita Biason
Departamento de Relações Internacionais
UNESP - Campus Franca

PARABENS

       Ao mais ilustre blogueiros de todos, Noellsom Santtos e aproveitamos o ensejo para desejar votos de estima e apreço ao mais novo site da cidade ACESSA GUAMA....BOA SORTE 

Deu no blog do Andrey, o que será que houve?

Hoje o blogueiro presta uma Homenagem ao ARTICULADOR POLÍTICO do ano, o Sr. Ariel Moraes de Castro, o qual foi escolhido em solenidade nesta Cidade de São Miguel.

A singela homenagem foi bem feita, pois se não fosse o mesmo, o Nene Lopes não estaria saindo da Prefeitura, foi graças a esta articulação do ARIEL que tá acontecendo a cassação do Tigrão. (o blog tem o vídeo da entrega do ônibus, mas em momento oportuno será divulgado)

Valeu coragem.


Sendo assim, valeu Ariel, eu também te devo essa!!!!!

BOM DIA GALERA, hoje será um grande e maravilhoso dia, teremos varias surpresas e diversas alegrias...... daqui a pouco coloco para vcs uma materia interessante. Abraçossss

29 de ago de 2010

CENSURA, Sou contra

Sou contra a qualquer censura, e quando se fala em censura uma opinião publica, fico mais indignado.....


FORA ANA JULIA !!!!

FORA ANA JULIA!!!

Um olhar

Não entendo por que em nossa cidade existem pessoas que ficam "mordidas" com os ooutros quando saem para comemorar algo, seja no futebol, na politica, nas festas. Apos a galera do 15 soltar fogos de alegria com a decisão do TSE inumeras pessoas ficaram "revoltadas" com a situação. Será que estamo0s vivendo uma Venezuela de Chaves? Cade o direito de, ir e vir, roubaram-nos?
Não que esteja querendo ficar de fofocas, mas por que um grupo não pode comemorar uma vitoria de algo que está querendo-a, apos ter sito usurpado de forma brusca. É proibido soltar fogos? É proibido se manisfestar em um estado que da direitos civis a uma sociedade "DEMOCRATICA", alias, será que é mesmo DEMOCRATICA?
Não admito um professor me ligar para dizer que estamos loucos, que isso é uma patifaria, uma vergonha.....cade a sanidade desse educador? Nas escolas publicas que estudei pelo menos isso eles me passaram de forma bem clara, todos temos direitos e deveres. Agora ficar defamando aqueles que estão apenas comemorando um fato, uma situação/acontecimento é jogar no loixo nossa Constiuição Federal e rasgar os artigos que foram muito bem elaborados com a representatividade de uma nação.
Pense nisso e seja feliz!!!

RETROSPECTIVA 2010

MAIS UMA DE ANA JULIA .....


PM abandona mais de 200 veículos após locação


A segurança pública no Pará parece que está esbanjando dinheiro, embora os índices de violência continuem elevados por todo o Estado, principalmente em Belém. Após alugar 450 carros de passeio por R$ 20 milhões da empresa Delta Construções em um contrato que atiçou o faro investigativo do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado, a Polícia Militar aposentou 200 veículos ainda em bom estado e que, com alguns reparos não muito caros, poderiam estar nas ruas no combate à violência urbana.

Os veículos retirados de circulação estão no pátio do quartel do Comando Geral e ninguém sabe dizer qual o destino que terão. Um oficial disse ao DIÁRIO ter ouvido que os carros serão transformados em sucata, embora haja quem defenda que eles sejam leiloados. Quais os problemas mecânicos ou de lataria que levaram o comando a aposentar veículos bem mais possantes do que os da marca Pálio 1.0 locados através da empresa Delta?

Para um oficial, que por temer represálias do comando não se identifica, o maior problema da maioria dos veículos que saíram das ruas é mecânico. A minoria apresenta ava-

rias e desgaste de pneus. Nada que não pudesse ser resolvido sem gastar muito dinheiro. O que é lamentável, segundo o militar, é que entre os 200 carros aposentados precocemente muitos estão parados por motivos banais, como falta de manutenção.

A PM alega não ter recursos para manter as viaturas em funcionamento e que o dinheiro da manutenção sairia elevado para conservar carros cujo período de vida útil estaria vencido. Um tenente disse que a alegação é falaciosa. As novas viaturas da Delta, diz ele, foram o pretexto para encostar os carros no quartel, agora chamados de “carroças”. Também teria sido a maneira encontrada pelo comando para encontrar motoristas para os automóveis que chegaram.

PRÁTICA

O diretor de Finanças da PM, coronel Ailton da Silva Dias, chegou a declarar ao DIÁRIO, em julho passado, que as 450 viaturas alugadas se somariam à frota própria militar para reforçar o policiamento nas ruas. Os fatos, porém, diferem das declarações do coronel. A aposentadoria de 200 viaturas da corporação prova que a PM aplicou a teoria do lençol, que cobre a cabeça, mas deixa de fora os pés. (Diário do Pará)

28 de ago de 2010

FELICIDADES !!!

Ao Empresario e Amigo Yokoyama, humilde e acima de tudo gente fina....ksksksks. Que Deus te abençoe e te faça sempre este cara alegre e gentil....PARABENS !!!!!
Foto// Ariel Castro

BEBE AGUA COM AÇUCAR TIGRÃOOOOOOO.....


Posse, agora sim

O MPE (Ministerio Publico Eleitoral)opina pela improcedência da presente ação cautelar, para que seja imediatamente revogada a medida liminar que suspendeu os efeitos do Acórdão nº 22990, com a conseqüente cassação dos mandatos dos requerentes e EMPOSSANDO –SE a chapa que ficou na segunda colocação, ora requeridos.
Alguem ainda tem duvidas ?

Liminar proíbe divulgação de pesquisa IBOPE

Uma pesquisa IBOPE sobre as intenções de voto para o Governo do Estado do Pará, encomendada por uma emissora de televisão, que deveria ser publicada neste final de semana, não deve ser divulgada. É que o juiz federal Osmane Antônio dos Santos, que atua como juiz auxiliar de propaganda no Tribunal Regional Eleitoral, concedeu liminar contra a divulgação da pesquisa contratada por uma emissora de TV junto ao Ibope, após ação de impugnação impetrada pela Coligação “Acelera Pará” da candidata Ana Júlia Carepa.

No pedido de suspensão, a assessoria jurídica da coligação declarou que a referida pesquisa tinha inconsistência nas informações sobre a amostragem, apresentadas pelo Ibope no momento em que a pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral, e a ausência de documentos obrigatórios, ferindo o artigo 33 da Lei Eleitoral 9.504/97.

Osmane teria observado que o registro da mesma não observou os dispostos nos incisos III (metodologia e período de realização da pesquisa) e VI (questionário) completo aplicado ou a ser aplicado do artigo. Estariam faltando a lista dos municípios referendados pelos questionários e outros problemas.

Na representação, o juiz determina que, pela iminência de ser divulgada, seja suspensa a veiculação do resultado, até “ulterior deliberação”,e nova manifestação do juízo, que se dará após apresentação da defesa e parecer do Ministério Público Eleitoral. Após a notificação, o prazo para defesa é de 48 horas. Ontem mesmo, o TRE oficiou o instituto responsável pela pesquisa da decisão do juiz. (Diário do Pará)

UNANIMIDADE

Agora sei por que a unanimidade sempre será "burra", ontem encontrei varias pessoas que votarão em Dilma, pois a mesma está na frente das pesquisas.
No mesmo dia falei com mais 4 pessoas onde as mesmas falaram que o processo que a coligação "Unidos por um guama decente para nossa gente" ganhou é mentira....Acessem o site do TSE, é bem simples a consulta...galera!!!!!
www.tse.gov.br/

27 de ago de 2010

AGUARDEM !!!

Vem ai a maior campanha de todos os tempos de nossa cidade, aguardem.... !!!!

PESQUISA GOVERNO DO PARÁ

Pessoal fiquem atentos, que fontes me passaram que Sabado dia 28/08 será divulgada a primeira pesquisa de intensão de voto ao Governo do Estado. Essa mesma abelha me falou que a galera INCOM PT ENTE ficaram apavoradas. AGUARDEM !!!!

NOSSAS CONGRATULAÇÕES !!!

É parceiro...., quando uma pessoa humilde consegue algo com muita batalha e vence, serve como exemplo aos outros, mesmo que seja para provar que sempre existira um amanha, ou seja, para provar que as vitorias sempre virão se houver lutas......Este BLOG te parabeniza não apenas por essa vitoria, mas por todos as batalhas que tens passado......
PARABENS!!!! QUE VENHA OS OSSOS DO OFICIO...KKKKKKSSSSSS

BEBE AGUA TIGRÃOOOOOOOOOO


Se estavam querendoi materias a respeito do processo, agora tem aos montes......desfrutem !!!!

26 de ago de 2010

Fontes poderosas

Uma passarinho me disse que o comicio da futura ex-governadora Ana Julia será entre os dias 5 e 10 de Setembro, vamos aguardar !!!
Esse mesmo passarinho me falou que possivelmente o Comicio do Jatene será no dia 10 de Setembro....
E provavelmente o JUVENIL esteja em São Miguel do Guamá, entre os dias 20 e 28 de Setembro....... vamos aguardar as agendas...e segurar os gritos !!!!

ESSA É BOA DEMAIS !!!

Um senador está andando tranqüilamente quando é atropelado e morre.

A alma dele chega ao Paraíso e dá de cara com São Pedro na entrada.

-'Bem-vindo ao Paraíso!'; diz São Pedro

-'Antes que você entre, há um probleminha.

Raramente vemos parlamentares por aqui, sabe, então não sabemos bem o que fazer com você.

-'Não vejo problema, é só me deixar entrar', diz o antigo senador.

-'Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte:

Você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.

-'Não precisa, já resolvi. Qu ero ficar no Paraíso diz o senador.

-'Desculpe, mas temos as nossas regras. '

Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe.

Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais haviam (roubados) trabalhado.

Todos muito felizes em traje social.

Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos e roubando às custas do povo.

Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.

Quem também está presente é o diabo, um cara muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas.

Eles se divertem tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora.

Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe.

Ele sobe, sobe, sobe e porta se abre outra vez. São Pedro está esperando por ele.

Agora é a vez de visitar o Paraíso.

Ele passa 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando.

Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia se acaba e São Pedro retorna.

-' E aí ? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso.

Agora escolha a sua casa eterna.' Ele pensa um minuto e responde:

-'Olha, eu nunca pensei .. O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno.'

Então São Pedro o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo.

Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos.

O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do senador.

-' Não estou entendendo', - gagueja o senador - 'Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados!!!'

O diabo olha pra ele, sorri ironicamente e diz:






-'Ontem estávamos em campanha.
Agora, já conseguimos o seu voto...'

25 de ago de 2010

RETROSPECTIVA 2010

Foram 3,8 anos de Governo, ou melhor, "de falta de" que Ana Julia passou diante dos paraenses. Inusitadamente ela aparece em seu programa declarando ter feito inumeras obras, mas as perguntas são bem simples e bem claras.
1º O que Ana Julia fez por seu bairro?
2º O que Ana Julia fez por sua cidade?
3º O que Ana Julia fez por seu estado?
Pois bem, aqui em São Miguel do Guamá, apenas empregou tres cidadoes, decretando assessoria para eles e colocou de forma relampago um programa de sinal (Navega sem leme Pará). Ao setor Cerâmico isenções foram dadas no inicio lá em 2007, mas uma pena que isenção não da pão para os trabalhadores.
Em nossa educação a coisa foi muito pior, no inicio de 2008 ela entregou aos estudantes um material de pessima qualidade e ainda rolou desvio na Secretaria de Educação do Estado. Né verdade dona Galo...ou melhor...seu Mario.....né raposão!!!!! Os materiais foram produzidos para carregar papel mesmo, mas quando colocado exposto a chuva e sol, seria um caos aos estudantes. Ainda em 2008 os profissionais em educação publica do SINTEPP foram tratados de forma cruel por esse governo, não era a Ana Julia que participava de greves e ainda brigava por aumentos, como agora ela esta do outro lado, será que não tem como melhor os salarios senhor ex-senadora Ana Julia, que tanto defendia o aumento para professores, fazendo as vezes chorar de raiva os senhores senadores contra os aumentos.

Juvenil participa de entrevista, visita feira da Pedreira e reúne com empresários

O candidato Domingos Juvenil seguiu em ritmo do “Agora é Trabalho” nessa segunda-feira (23). Pela manhã participou de entrevista na Rádio Cultura, comandada pelo radialista e apresentador José Vieira, em que falou sobre temas como segurança, educação e saúde. Nos minutos finais o candidato agradeceu a Rádio Cultura pela oportunidade e se direcionou ao eleitor paraense “ Eu conheço bem o nosso Estado, juntos vamos mudar o Pará, ele só depende de nós para voltar a crescer”. Na Pedreira, Juvenil e seus companheiros da comtiva “Agora é Trabalho” foram presenteados com frutas para o café da manhã oferecidas pelos feirantes da Feira da Pedreira. Juvenil esteva acompanhado de seu candidato a vice governador Hildegardo Nunes e os candidatos a deputado estadual Zeca Pirão, Professora Nilse, Vanessa Vasconcelos, José Augusto, Dr. Castro, que apresentaram suas propostas a comunidade pedreirense. Todos participaram da caminhada, que durou cerca de 40 minutos, tempo suficiente para que Juvenil percebesse o total abandono da feira. Juvenil visitou todas as barracas, conversou com os feirantes e ouviu reclamações e decepções com o atual governo. Enfatizou que fará limpezas diárias na feira “Em toda feira a higiene é fundamental, por isso no nosso governo vamos melhorar as condições de higiene, no trato do peixe e limpeza externa”, disse. À noite, Juvenil participou de entrevista na FACIAPA - Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Pará. Juvenil ouviu as inquietações dos empresários com os problemas enfrentados pelo Pará e falou sobre infra-estrutura, segurança, turismo, economia, geração de emprego e saúde. A entrevista, comandada pelo presidente da FACIAPA Reginaldo Ferreira durou três horas e teve clima descontraído.

21 de ago de 2010

RETROSPECTIVA 2010



ANA JULIA e seu governo desastroso







A governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, não abandonou a vida boa. Logo nos primeiros meses de governo, em 2007, contratou para o gabinete sua esteticista e sua cabelereira. Após a revelação do absurdo pela imprensa, foi obrigada a exonerá-las. Agora, em suas viagens pelo Pará, não consegue mais prescindir de uma ampla entourage.

No fim do mês passado, em uma viagem de três dias às cidades de Eldorado dos Carajás e Redenção, levou dois garçons de Belém para servi-la. Na semana do carnaval, não foi diferente: Ana Júlia levou para seu refúgio de uma semana na residência oficial de veraneio, em Salinas, um garçom, um piscineiro, e até uma assessora para ornamentar a casa.

Por Lauro Jardim


______________________________ 1º capitulo _____________________________

































Por Alexandre Rodrigues e Carlos Mendes, no Estadão desta quinta:

A governadora do Pará, Ana Júlia Carepa (PT), afastou ontem dois delegados envolvidos no caso da garota L., que ficou presa 15 dias numa cela com 20 homens. Ela admitiu que o caso que chocou o País, ocorrido em Abaetetuba, a 89 quilômetros de Belém, pode não ser um episódio isolado. E disse que autoridades suspeitam que a jovem tenha sido presa para viabilizar sua exploração sexual pelos presos. “Infelizmente, essa é uma prática lamentável que nós ficamos sabendo que já acontece há muito tempo. É bom isso se tornar público, para que todos possam atuar para que esses atos não se repitam. Vamos investigar para saber se existem outras situações envolvidas. Pode não ser um caso isolado, pode ser um caso que inclua exploração sexual”, afirmou. “Não quero fazer prejulgamento, mas estamos tomando todas as providências para acabar com isso, punir e não permitir que esses atos se repitam como vinham se repetindo, infelizmente, sem o nosso conhecimento.” Foram afastados do trabalho ontem o superintendente da Polícia Civil da região do Baixo Tocantins, Fernando Cunha, e a delegada Flávia Verônica, que fez o flagrante de tentativa furto que provocou a prisão de L.. A jovem denunciou ao Conselho Tutelar da cidade ter sido estuprada pelos presos.

Ana Júlia disse que seu governo não tinha conhecimento da prisão de mulheres com homens no interior do Estado, apesar de não haver carceragem feminina naquela cidade. A governadora afirmou ter ficado surpresa ao ser informada, na noite de segunda-feira, da denúncia de estupro em troca de comida feita pela jovem. “Chocou a mim como mulher e como governadora”, disse Ana Júlia, que esteve no Rio ontem para um almoço com empresários. Ela afirmou que, além de afastar a delegada e o superintendente da Polícia Civil, determinou uma investigação rigorosa sobre o caso. “Instauramos um inquérito para apurar responsabilidades e vamos punir de forma exemplar. Se ela tem 15, 20, 50, 80 ou até 100 anos, não importa. Uma mulher não poderia estar presa numa cela com homens”, afirmou a governadora.
Assinante lê mais aqui

Voltei

Entendo. A governadora Ana Lúlia Carepa é mais uma da safra de governantes que não sabiam de nada e que atribuem, com desfaçatez e ligeireza, os problemas a governos passados. Seria então melhor que não tivesse já metido a mão da questão da Segurança Pública, não é mesmo? Mas meteu. Para proteger a companheirada. Como noticiou VEJA há duas semanas, ela baixou uma portaria no estado que impede a polícia de executar ações de reintegração de posse de terras invadidas. O que uma coisa tem a ver com a outra? Tudo. É uma mulher que tem prioridades.
Por Reinaldo Azevedo
VOCÊ AINDA VAI VOTAR NESTA MULHER? VOCÊ AINDA ACHA QUE ELA MERECE OUTRA VEZ NOSSA CONFIANÇA?
FAÇA SUA OPÇÃO.... AMANHA TEM MAIS !!!!!!!

20 de ago de 2010

Prefeitos x Emprestimos

Os prefeitos chamados a capital para receber a 1º parcela do emprestimo que o estado fez com o BNDS chegaram irradiando felicidade. Alegria identica terão os partidos da base aliada, mas somente a partir de amanha. Entusiasmo que so pode ser superado pelo dos candidatos as eleiçoes proporcionais.
Ui....Ui.....Ui !!!!! Ana Julia

19 de ago de 2010

MAGALHAES BARATA

Senhor Prefeito

Peço por gentileza quando o senhor for discussar em prol da candidata Ana Julia o senhor lembre a promessa de alguns politicos em asfaltar a PA que liga São Miguel - Bonito. Alias quero ressaltar a Vossa Excelencia que o avenida Magalhaes Barata ainda está em situação precaria, por favor e gentileza, ajude aquele povo que sofre com a poeira e o risco de acidente, que naquela avenida é constante.
Acho que na proxima publicação a respeito dessa avenida vou publicar fotos de como ela está.

18 de ago de 2010

AGENDA "AGORA É TRABALHO"




Confira a programação de carreatas e reuniões da Caravana do Trabalho para quinta e sexta-feira:

Quinta (19)

•17h – Dom Eliseu
Sexta (20)

•09h – Ulianópolis
•12h – Aurora do Pará
•16h – Ipixuna do Pará
•19h – Paragominas

17 de ago de 2010

VOTE CERTO

Pessoal como em eleição "quem não pede, não mama". Está rolando uma eleição no POrtal São Miguel e preciso muito do voto de vcs é facil e rapido, aqui está o link;
http://www.portalsaomiguel.com/. A galera precisa saber qual é o blog que vc mais gosta de ler.
AGRADEÇO A ATENÇÃO DE TODOS VCS QUE FAZEM OS LEITORES DESTE ESPETACULAR BLOG.

Prostituição do voto

Nessas eleições de 2010 a justiça eleitoral ajustou algumas regras que na minha opinião não servirão pra nada. O pior de tudo é que a justiça eleitoral fez isso e a propria sociedade aumentou o valor de seu voto. A prostituição é verdadeira, seja atraves de apoio, ou de mera troca de voto por miseros trocados.
Hoje assistindo ao horario eleitoral percebi que muitas pessoas estão "ligadas" nas melhores propagandas, cenarios, historias e esquecendo a vida do candidato, suas proposta, historia publica, enfim estamos vivendo a pior fase da politica no Brasil, a farsa de que o Brasil é um país democratico.

11 de ago de 2010

Ui...UI..UI

Eu ja imaginava onde iria parar as coisas, mas quando cheguei na camara que vi aquela votação que rejeitou as contas da admionistração da Saude do ano de 2006 fiquei mas surpreso. Imaginem que a quantidade de dinheiro a ser devolvida pelo acusado, daria para comprar uma sala de neonatal. Parabens mais uma vez gestão fraldulenta!!!!!!!!!!!!!

TRE-SP barra 1ª candidatura pela Lei Ficha Limpa

A lei da Ficha Limpa provocou nesta terça-feira sua primeira impugnação de candidatura no Estado de São Paulo. O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) negou o registro da candidata a deputada estadual Leonice Alves da Paz (PDT), que teve seu mandato de vereadora em Campinas cassado em 2006 por compra de votos dois anos antes.

De acordo com o site do tribunal, a decisão contou com seis votos a favor e um contra. A relatora do processo, juíza Clarissa Campos Bernardo, afirmou que a Ficha Limpa deve ser aplicada neste tipo de caso, mesmo que o texto esteja em vigor há menos de um ano.

“Inelegibilidade não é pena, mas condição para resguardar o interesse público”, acrescentou a magistrada.

A candidata pode recorrer da decisão ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). (eBAND)

VERGONHA!!!

Sem comentarios a sessão de hoje da camara municipal de São Miguel do Guamá. Em breve vou publicar aquio tudo na integra.

10 de ago de 2010

Eita Governo

Como se não bastasse a falta de respeito, agora a governadora do estado Ana Julia, que em outubro perderá seu cargo, entregou ficharios e canetas aos alunos. Será que essa entrega tem algun objetivo?

Ui....ui...uiiiiiiii


Aguardem, a ultima mordida....agora com mais força e mortal.

Fiscalização x falta de educação

Escutei alguem falar que o candidato Alessandro Novelino ta fazendo uma "bela campanha", e que segundo ele vai ser um dos mais votados do Pará. Fico preocupado é com a situação educacional de nosso povo. Pois um cara aparece com milhoes de reias, derrama tudo em materiais graficos, deixando o povo refem da poluição visual e muitos ainda ficam entusiasmados com a patifaria. Espero que o TRE possa realizar competentemente a fiscalização eleitoral e que os ricos não fiquem livres de punições. Acho um absurdo um candidato sobrevoar a cidade em sua aeronave e inumeros de "bobos" ainda votar em um candidato desses, que brinca de ser politico e ainda humilha pobres e coitadinhos de nossa querida São Miguel do Guamá.

Os feudos guamaenses

"Se ainda estivessemos na epoca que feudo era uma sistema economico, nossa cidade estaria cheia de Senhores Feudais, alias eles pensam que são isso...kkkkk "
Andersom, estudante da UEPA Belém, se referindo aos politicos de Belém
Essa é boa!!!!

9 de ago de 2010

Resultado de enquete

JATENE _______________________________ 53 %

ANA JULIA _____________________________ 28 %

DOMINGOS JUVENIL _____________________ 12 %

FERNANDO CARNEIRO ____________________06%


Esse resultado foi retirado da enquete que ficou neste blog de 13 de junho a 08 de Agosto, com a participação de mais de 250 pessoas. Agradecemos vocês e desde ja estaremos preparando uma outra e ´precisaremos de sua ajuda. Até mais!!!

Escola do Carrapatinho

Alguem sabe me responder o que houve com as obras da escola do carrapatinho, pois hoje encontrei um pedreiro vindo com objetos de trabalho la daquelas bandas... e vi que a duas semanas nada está sendo feito na obra....
Estou de olho!!!

Que cidade

Aqui em São Miguel do Guamá é tudo maluco mesmo...

Policial vai para festas (em diversão) com donos de "boca de fumo"
Vereador só se preocupa com coisa sem futuro (INSS, REPASSE, DIARIAS)
Ladrão não é preso...
Quem tem coragem é o maior medroso da cidade...
Quando a prefeitura limpa uma rua, logo tudo vai para a midia, mesmo que seja apenas uma travessa, mas tem que ser publicado com urgencia...
Blogueiro é o cara a ser derrotado...

Ufa!!! parei é muita coisa......

8 de ago de 2010

MAGALHAES BARATA

Saudades da Magalhaes Barata, quando tu eras considerada uma das avenidas mais bonitas da cidade. Hoje estais liderando a lista das piores e mais intransitaveis ruas da cidade. Parabens senhor prefeito, sua gestão consegue a cada ano, nos presentear com a falta de estrutura dentro e fora da cidade.

DROGA EXPRESS

Se a policia civil não resolver urgente a situação de transporte de drogas na cidade de São Miguel do Guamá, em breve será inaugurada a cooperativa "Droga Express" um sistema de entrega de droga a domicilio, o problema já acontece a muito tempo, mas ninguem resolve. Este novo empreendimento está dando muito lucro a alguns microempresarios, que pegam suas motocicletas e saem aos quatro cantos da cidade, fazendo entregas de drogas. Bem que a policia civil poderia iniciar uma ação como o Detran, mas de forma mais humana e sem agredir nós guamaenses.

Kamilla Salgado, do PA, vence o Miss Mundo Brasil





A administradora de empresas Kamilla Salgado, de 23 anos, de Belém (PA), foi eleita na madrugada deste domingo (8) a vencedora da 60ª edição do Miss Mundo Brasil 2010 e representará o país no concurso mundial na China, no dia 30 de outubro.

A vencedora, que cursa pós-graduação em gestão empresarial, recebeu a faixa de Luciana Bertolini, a Miss Mundo Brasil 2009. É a primeira vez que o Pará tem uma miss representando o Brasil no concurso mundial.

O resultado foi anunciado em um hotel em Angra dos Reis, no Rio. Foram 37 candidatas de 27 unidades da federação, além de nove ilhas.

A terceira colocada foi Suymara Barreto, de Rondônia, e em segundo lugar ficou Isabelle Sampaio, de Fernando de Noronha, ambas com 22 anos. (G1)

parabens papai

Hoje é um dia emocionante para muitos....é o dia em que familias comemoram a data que marca muito...Dia dos Pais, e como não seria diferente esse blog PARABENIZA os pais guamaenses e a todos os pais que acessam nosso blog.

7 de ago de 2010

CANDIDATOS HILARIOS!!!

No Brasil eleição ta se tornando mesmo uma festa popular, depois de muitos anos vermos apenas candidatos conservadores, agora em pleno seculo 21 personagens como TIRIRICA, ROMARIO (TETRA EM 94), LEANDRO (KLB) e muitos outros astros POP, disputam uma vaguinha no cenario nacional. O mais interessante é que esse tipo de candidato sempre leva vantagens, seja pela falta de educação de alguns, por falta de conciencia, e as vezes por opção de manifestação contraria a politica adotada pelas elites.

Plínio bomba no Twitter

Enquanto os presidenciáveis que aparecem como favoritos nas pesquisas disputam o título de vencedor do debate de quinta-feira na TV Bandeirantes, Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) não tem dúvidas: ele foi o vitorioso.

Sua popularidade, ao menos cibernética, deu um baita salto e ele conseguiu se colocar como grande novidade no cenário - uma novidade com 80 anos de vida e 52 de vida política. "Plínio foi a palavra mais citada no mundo no Twitter. Nem entendo muito bem o que é isso", empolga-se o candidato. "Só sei que é muito compensador".

Numa caminhada pelo centro de São Paulo, ontem, Plínio recebeu manifestações de admiração pelo seu desempenho no encontro com os oponentes. Mas o número de pessoas que o seguiram de fato, em carne e osso, ficou na média de 60 pessoas. O que disparou mesmo foram os seguidores virtuais de Plínio. Na quarta-feira, ele tinha cerca de 9 mil. Ontem, até o fechamento da edição, já passava de 15 mil.

"O bom é que é tudo rapaziada, né?", ele se envaidece. E é, mas é uma rapaziada que brinca com a idade do candidato, de forma irônica, embora geralmente carinhosa. "Estou ciente disso, é parte do jogo. Todos têm direito à expressão, mas sinto que a maioria dos comentários foi mesmo de apoio".

A alegria de Plínio por ter alcançado o topo dos tópicos mais populares do Twitter durante o debate poderia ser esfriada se ele visse os números absolutos. De acordo com a consultoria E.Life, entre as 10h de quinta e o meio-dia de ontem, 35.627 mensagens mencionavam o candidato. Dilma Rousseff teve 107.554 menções; José Serra, 67.184; e Marina Silva, 51.263.

Por que ele chegou ao topo, então? "O Twitter mudou recentemente os critérios do ranking, passando a incluir tópicos que tenham um "boom" repentino, que sejam novidade e tenham volume de referências", explica Alessandro Lima, presidente da E.Life.

"Boom repentino" é tudo que Plínio quer ouvir. "Vamos saber só nas próximas pesquisas se esse apoio na internet vai se converter em votos. Mas estou muito satisfeito com a repercussão, porque eu não queria jogar números, queria discutir ideias", diz. Por via das dúvidas, para manter a ascendente nas adesões na web, Plínio voltou a twittar um vídeo, produzido em abril. A primeira frase: "Twitter, my friends". (Estadão

2 º LUAU (ENERGIA POSITIVA)

O 1º foi bom d+ e o 2º vai ser FANTASTICO...vale a pena participar!!!

4 de ago de 2010

ENEM x BRASIL um País de tolos!

Como se não bastassem os rombos e a corrupção no Brasil, agora é moda vazar informações sobre alunos brasileiros nos sites de instituições responsaveis por dados cadastrais. Na ultima terça feira, foi a vez do site responsavel pelo ENEM calsar a maior doidera na rede!!!!

Novos municípios poderão ser criados no Pará

Prerrogativa era, há 11 anos, exclusividade do Congresso Nacional.


Os deputados paraenses vão analisar hoje projeto de lei que poderá facilitar a criação de novos municípios no Pará. De autoria dos deputados João Salame (PPS) e Bernadete Ten Caten (PT), a proposta prevê que a Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) volte a legislar sobre a criação, fusão, incorporação e desmembramento de municípios no Estado. Há mais de uma década, essa prerrogativa era exclusividade do Congresso Nacional. Há 11 anos não são criados municípios no Pará e tramitam na Alepa 48 processos de localidades que desejam a emancipação.

O assunto é polêmico. A criação de novos municípios estava suspensa pela Emenda Constitucional n° 15, de 1996, que nunca foi regulamentada. Na época, algumas localidades, como Mojuí dos Campos, no oeste do Pará, já tinham realizado plebiscito sobre emancipação, mas a consolidação da nova unidade ficou em suspenso, o que motivou ações na Justiça.

Provocado, o Supremo Tribunal Federal estipulou prazo para que o Congresso regulamentasse os casos em que poderia haver criação de municípios. Esse prazo terminou em novembro do ano passado, sem que lei federal fosse aprovada.

Com isso, deputados estaduais em todo o país entenderam que, diante da ausência de legislação, poderiam tomar para si novamente a prerrogativa para criação de municípios.

Se for aprovado hoje o projeto na Alepa, o Pará será o quarto Estado a ter lei nesse sentido. Já foram aprovados projetos semelhantes no Ceará, Rondônia e Rio Grande do Sul. “Eu entendo que diante do fato do Congresso ter se omitido, podemos voltar a legislar sobre o assunto”, diz Salame, afirmando haver necessidade de criar novos municípios no Pará. “Veja o caso de Castelo dos Sonhos que tem 15 mil habitantes e fica a 1200 quilômetros da sede de Altamira”, exemplifica.

O projeto a ser apreciado hoje prevê que para criar novos municípios é necessário realizar plebiscito nos municípios envolvidos, o que deve ocorrer após concluído estudo de viabilidade da nova unidade administrativa.

A deputada Bernadete Ten Caten promete apresentar durante a discussão da proposta sugestão de modificação ao projeto no trecho que exige que a localidade a ser emancipada tenha sistema público de distribuição de água potável. “Sequer Belém cumpre essa exigência em toda sua extensão. Se mantivermos, vamos inviabilizar novos municípios no Pará”, justifica.

A expectativa é de que hoje as galerias da AL fiquem lotadas de interessados na criação dos novos municípios. O projeto é um dos mais importantes da pauta deste segundo semestre.

O presidente da Casa, deputado Domingos Juvenil, confirmou ontem que o assunto estará na lista de projetos a serem apreciados nesta quarta-feira. Se aprovado, ainda dependerá de sanção da governadora Ana Júlia Carepa.
QUÓRUM

A sessão de hoje será a segunda após o fim das férias de julho dos deputados estaduais. A grande preocupação é com a falta de quórum, já que a maioria dos deputados está em campanha. Ontem, apenas 19 parlamentares compareceram e a pauta que incluía amenidades como a criação do Dia do Carimbó acabou suspensa.

Hoje, o presidente da Alepa reúne a Mesa Diretora e, em seguida, o Conselho de Líderes para definir um plano de trabalho. Não está descartada a possibilidade de realizar duas sessões deliberativas num único dia da semana para deixar mais tempo livre para que os deputados façam campanha no interior. (Diário do Pará)

AGUARDEM; MEG BARROS AQUI !!!



Em breve estaremos proporcionando a vocês com exclusidade a presença marcante de MEG BARROS, o icone da beleza das blogueiras do Estado do Pará. Ela estará trazendo tudo sobre; moda, politica, juventude e tudo que vc leitor de Harlem Fherreira gosta e pedi. A gata vem com um espaço unico e com a cara dos guamaenses. AGUARDEM!! VAI SER D+!!!

Nota 10

Parabens ao mais novo investigador da policia civil do estado do Pará, o jovem Romeu de São Miguel do Guamá, agora assumi a profissão que a muitos tras admiração.
Parabens Romeu e que Deus te abençoe enternamente!!!

1 de ago de 2010

Incêndio no prédio do INSS é contido


Após quatro horas, o incêndio que atingia o prédio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) localizado na travessa Dr Moraes com a avenida Nazaré foi contido pelo Corpo de Bombeiros. Mas, segundo populares, ainda há muita fumaça no local.

De acordo com o coronel Paulo Jeferson, comandante geral dos Bombeiros, a causa do incêndio é desconhecida. "Podemos falar que as chamas se propagaram rápido porque as portas internas estavam todas abertas", afirmou o comandante.

As chamas começaram por volta das 15 h. O fogo teria começado em uma área restrita do andar térreo, onde funciona APS (Agência da Previdência Social) de Mosqueiro. No momento do acidente, apenas um segurança estava no prédio. Ele conseguiu sair e acionar o Corpo de Bombeiros.

A fumaça pôde ser vista de vários pontos da cidade.Os bombeiros entraram no edifício e tiveram dificuldades de conter as chamas que se alastraram até o quarto andar. Para reforçar a operação, foi necessário mais um carro pipa. No total, foram sete carros da corporação.

O trânsito foi desviado no ínicio da avenida para a Travessa Assis de Vasconcelos. Por conta do incêndio, uma parte do bairro de Nazaré e Centro está sem energia. As chamas atingiram o 'alimentador", responsável pela distribuição da energia no bairro. Técnicos da Celpa foram chamados para resolver o problema.

Futebol

Paysandu vence o Aguia por 2 x0....

Leão empata com America por 1 x 1...

Febre de extração de ouro toma conta de Viseu

Em um mês, 350 garimpeiros já se instalaram no manguezal da ilha de Samaúma à procura do metal


A ‘fofoca’ começou há pouco mais de um mês. De lá para cá, cerca de 350 pessoas, entre homens, mulheres e crianças, dividem espaço no manguezal da ilha de Samaúma em busca de ouro. A atividade garimpeira aos poucos começa a transformar a rotina do município de Viseu, no nordeste paraense, que corre o risco de ver a ‘febre do ouro’ tomar conta da cidade.

Pelo menos 200 maranhenses já fincaram barracos no mangue em busca do metal. Garimpeiros de primeira viagem e gente que já se viciou em pular de garimpo em garimpo. No município, o assunto é tratado com cautela. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente já notificou o Ibama sobre a atividade garimpeira no mangue. O Ibama prometeu vistoriar o local em agosto.

O prefeito Cristiano Vale (PR) diz que é preciso ter muito cuidado com o garimpo. “A cidade não tem estrutura para suportar a vinda de muita gente para cá”, afirma. “É garimpo de gente pobre”, diz o microempresário J. Maia, minimizando a atividade. Maia, no entanto, já fincou um barraco no local.

FAVELA RIBEIRINHA

A ilha de Samaúma fica distante cerca de uma hora de Viseu, em barco do tipo popopô. Todos os dias, dezenas deles saem do porto do Mangueirão, uma favela às margens do rio Gurupi. Levam o rancho para passar até uma semana no garimpo. Outros vão e voltam todos os dias.

A lavra tem sido feita de forma manual, obedecendo o ciclo das marés. É que o ouro está misturado à lama do mangue. Quando a maré seca os garimpeiros tomam conta do espaço. Ao final do dia, muitos obtêm alguns gramas do metal.

Jurandir Gomes de Almeida, 43 anos, havia conseguido 3 gramas depois de uma manhã inteira de trabalho. Já estava há três dias no local, vindo de Godofredo Viana, uma localidade do Maranhão. Nos últimos 12 anos, Jurandir corre atrás da ‘fofoca’, como os garimpeiros chamam a boataria de que um novo garimpo apareceu. “Tá no sangue”, diz ele.

“É uma coisa linda de se ver, o tal do ouro”, diz João Edmilson, 45 anos. Apoiando-se numa muleta, desde que perdeu um dos pés para um tétano, João experimenta a sensação de ser garimpeiro depois de ter dedicado a vida à pesca e à lavoura. É ele quem está tentando articular os garimpeiros para que criem uma associação. “A papelada já tá caminhando em Viseu”, diz ele.

João é morador antigo da ilha de Samaúma. É ele quem conta a história que vem se transformando em lenda a respeito da origem do garimpo. “Há 25 anos uma balsa encostou aqui e o pessoal começou a procurar ouro. De repente eles abandonaram tudo. Foram embora e não levaram nada. Devem ter achado muito ouro, era o que todo mundo pensava. Será que ainda tem? Essa era a indagação que se fazia. E de repente começou do nada de novo”, conta.

Bastou que um aparecesse com alguns gramas de ouro para que a notícia se espalhasse. “Já viu né, o pessoal sente o cheiro de longe”, diz João Edmilson.

>> No acampamento de Samaúma, mulheres e crianças trabalham

Os garimpeiros dizem que a extração tem sido toda feita de forma manual. Não entram máquinas, como as “chupadeiras”, que fazem o trabalho mais rápido e nem é usado o azougue, que contém o temido mercúrio, bom para limpar as impurezas do ouro, mas péssimo para rios. “Chegou máquina a gente nem deixa encostar”, diz Raimundo Mesquita de Oliveira, 62 anos. Oliveira deixou a roça na mão da mulher e foi com filho, irmão e sobrinho tentar a sorte no Garimpo do Samaúma. “Não sou profissional”, diz ele. Mas como a notícia faz brilhar e ferver os olhos de homens embrutecidos, há duas semanas Mesquita armou o barracão de lona no mangue. “A gente tá com fé de que vai achar uma coisinha boa”, diz.

Ao contrário de muitos outros garimpos, no Samaúma as mulheres têm voz e braços ativos. Zilmar da Silva tem 44 anos e há 19 é garimpeira. Começou acompanhando o pai, que não queria de jeito e maneira que ela se enfurnasse em garimpo. Adiantou? “Nada”, diz ela. Zilmar começou cozinhando para os homens. Foi olhando daqui, prestando atenção ali, que começou a tentar usar a bateia. Não parou mais. “Um serviço desse aqui não tem ninguém para ficar te mandando”, diz ela, enquanto mostra no fundo da bateia o ouro que achara pela manhã.

Carmem Lúcia Tavares, 46 anos, acompanha o marido. A comida vem pronta. “Quem pensa que é fácil tá é enganado. É complicado esse serviço”, diz ela. Os filhos, de 12 e 14 anos, ajudam. Só o de 14 sabe “bateiar”. Já achou ouro, inclusive. “Segunda-feira eles vêm, mas não porque começa a aula”, tenta convencer.

>> Brasileiros que fizeram de sua vida a corrida pela sorte

A história de Francisco de Assis Alves, 52 anos, pode ser contada a partir dos garimpos onde foi tentar bamburrar. Começou em 1979, no garimpo de Peixoto do Azevedo, em Mato Grosso. Em 1983 estava em Serra Pelada. Passou por Bom Futuro, em Rondônia, e estava em terras ianomâmi em 1988 quando o então presidente Fernando

Collor mandou explodir a pista clandestina de pouso, para afugentar os garimpeiros. “Onde tem a fofoca eu vou”, diz ele.

Já Valdenio Monteiro Soares, 40 anos, vive a primeira experiência em garimpo. Segurança de um gerente de banco em Viseu, diz que tem esperança de achar um metalzinho. “Quem sabe a sorte não bate? Tem de ter fé”, argumenta.

Nos dentes de Flávio de Oliveira, 40 anos, há a lembrança de outros garimpos. O ouro reluz na frente da dentadura. Oliveira passou pelo Suriname. “O garimpo de lá já foi bom, mas os morenos não gostam muito dos brasileiros”, diz ele.

Os olhos azuis de José Benedito

Lira piscam desconfiados. Para ele, todo mundo é espião do Ibama. Benedito vive em garimpos desde 1986. Mas traz também

outra marca. É irmão de Quintino Lira, o lendário líder posseiro que criou fama nos anos 80, antes de ser assassinado pela polícia. “Me diga uma coisa, moço... não somos brasileiros? Então por que não

deixam a gente trabalhar?”, questiona. Logo em seguida vai até o barco e traz uma bandeira brasileira. “É aqui que eu vou fincar ela. E vou achar meu ouro”, diz. (Diário do Pará)

É o Brasil!!!



Depois de ser cassado pelo TRE-Pa, o ex-prefeito de Ipixuna Evaldo Cunha, conseguiu uma LIMINAR para retornar ao cargo.

NOSSO PAIS É UMA VERGONHA !!!

NOSSO PAIS É UMA MER.....

NOSSO PAIS É HILARIO...

About